Conteúdo exclusivo

Notícias

Autor de imagem usada sem autorização abre processo contra empresa

13/03/2013

Imagem foi usada em rótulo de uma marca de vinho; Foto em questão reproduz um dos cartões postais de Florianópolis

A 4ª Câmara de Direito Civil do TJ julgou parcialmente procedente agravo de instrumento interposto por um fotógrafo para determinar que ele seja ouvido em ação que tramita na comarca da Capital e busca definir a existência de danos morais na utilização de fotografias de sua autoria, sem autorização, no rótulo de uma marca de vinho. O autor pediu ainda a realização de perícia contábil para identificar o volume de garrafas de vinho comercializadas. Neste caso, sua intenção era estabelecer uma base de cálculo para definir o montante dos danos morais.

O desembargador Eládio Torret Rocha, relator da matéria, admitiu o agravo tão somente para garantir sua oitiva pois, do contrário, estaria caracterizado o cerceamento de defesa. Já a perícia contábil acabou rejeitada. “Se houver indenização àquele título, não será implementada através de simples cálculos matemáticos, mas antes será permeada, especialmente em relação ao abalo de cunho moral, pelo livre arbítrio judicial, considerado o inafastável grau de subjetividade inerente ao pleito em análise", justificou o relator.

A foto em questão, segundo os autos, reproduz um dos cartões postais de Florianópolis: a ponte Hercílio Luz. A decisão foi unânime e a ação voltará a tramitar na comarca da Capital, a partir do depoimento do fotógrafo.

AI nº 2012.068366-7 

Fonte: TJSC/Jornal Jurid

Mais lidas